sábado, janeiro 10, 2009

Revista Veja: a nossa ASNEIRA nacional

Mais uma vez a nossa querida ignorante (mas não inocente) revista VEJA parte para imbecilidade:

Ambiente | Onde está o efeito estufa?
Verão frio no Brasil e o inverno forte na Europa significam que o aquecimento global é lenda? O Ártico mostrou que não. Há sinais inequívocos da mudança.


Tenho certeza que se eles pesquisarem irão descobrir que não se faz análise de clima com um, dois ou 100 verões ou invernos. É precisa lever em conta séculos, eras inteiras.

As mentes mais brilhantes e esclarescidas do mundo científico já concordaram que algo não vai bem, mas a VEJA insiste na imbecilidade. Claro, gênios podem errar. Mas em geral, são derrotados por outros gênios e não por jornalistas experts em tudo.

É claro que fenômenos complexos não são lineares. Mas é claro também que o princípio de precaução quando se lida com a vida precisa ser respeitado.

Mas a visão de mundo da VEJA é egoísta, típica dos riquinhos que a herdaram.

Na mesma edição desta semana , lê-se coisas como:


Obama e os corruptos
Nenhum dos cinco senhores da foto ao lado (Obama com Bursh, Bush pai, Clinton e Carter) passou pela Casa Branca sem se tisnar em algum escândalo de corrupção. O problema de Obama é que já tropeça antes da posse.

Ou o absurdo (que só o Bush defende)
Israel | Direito à autodefesa do país contra grupo Hamas

O pior de tudo é pensar que existem pessoas que concordam com a VEJA e o podem estar ao seu lado.

Cuidado com elas.

Um comentário:

Guilherme Pilotti disse...

Desculpe descordar de você, não que eu goste da Veja - ou de qualquer outro meio de comunicação "tradicional" impresso - mas eu não acredito que exista, no caso Hammas x Isarel, um lado que seja bom e outro malvado.

Eu acho que muita gente se deixa levar exatamente por esse pensamento dualista de "bem x mal" que o mundo todo adota sempre que tem um guerra ou embate entre duas ideologias, etnias ou povos.

Os dois são culpados do que fazem e da situação que estão. Nenhum é mais ou menos digno de tirar vidas humanas apenas por "estar do lado certo da guerra".

E sobre o aquecimento global, efeito estufa e tudo mais, eu acredito que enquanto a nossa fome por consumo não cessar um pouco, enquanto eu olhar pela janela do D43 e ver 100 carros carregando apenas uma pessoa em meio ao engarrafamento, isso - o aquecimento - nunca irá mudar e o futuro do planetinha azul estará cada vez mais num rumo sem volta.

Só queria deixar essa opinião registrada :)